O que é o ensino articulado?

O ensino articulado é uma forma de frequentar o ensino especializado da Música e da Dança em que o Conservatório e a escola regular se articulam entre si, de forma a aliviar a carga horária do aluno e a não duplicar disciplinas. Nesta modalidade, o aluno frequenta um plano de estudos especificamente adaptado, em que as disciplinas do Conservatório são integradas na matriz curricular da escola regular.
Plano de Estudos do Ensino Articulado da Música: Portaria n.º 225/2012, de 30 de julho.

Em que escolas é que funciona?

Este tipo de ensino funciona em escolas de referência do ensino regular com as quais o Conservatório estabeleceu protocolo. Desde o ano letivo 2013-2014: Escola EB 2/3, Dr. Joaquim Magalhães, em Faro.

Quando é que um aluno se pode matricular?

Pode-se matricular um aluno que inicie o 2º ciclo, ou seja, o 5º ano do ensino regular.

Um aluno pode-se articular mais tarde?

Não, a articulação tem que ser feita no 5º ano. A exceção existe apenas para os alunos que já possuem conhecimentos musicais e que, mediante testes de admissão, podem ser aceites mais tarde, desde que os conhecimentos musicais sejam equivalentes ao ano em que se matricula.

Quais as disciplinas que um aluno articulado não tem na escola regular?

Quem frequenta esta modalidade não tem Educação Musical e tem uma carga horária inferior em Educação Visual.

Quais são as disciplinas que integram a componente vocacional do Curso?

A componente vocacional tem 3 disciplinas: Formação Musical, Classe de Conjunto e Instrumento.

Como funcionam essas aulas? E o que são?

A Formação Musical é a disciplina em que se aprende a ler e escrever música, a ouvir os sons e os ritmos e a reconhecê-los. Na aula de Classe de Conjunto faz-se música em grupo com os colegas: tocam-se instrumentos, improvisa-se, canta-se, etc. Na aula de Instrumento, que é individual ou em grupos de 2, aprende-se a tocar o instrumento escolhido.

Quanto custa frequentar o Conservatório em regime articulado?

Nada. A frequência em regime articulado é gratuita.

Como é feita a avaliação das disciplinas asseguradas pelo Conservatório?

As avaliações do Conservatório são independentes das da escola regular, e não influenciam a passagem ou a reprovação no final do ano lectivo.

Se não gostar, o aluno pode desistir?

Sim, caso não goste o aluno pode desistir até ao final do 1º período do 5º ano ou então no final do ciclo, ou seja, no final do 6º ano.

E a partir do 7º ano, pode continuar?

Caso tenha gostado tenha tido aproveitamento e pretenda continuar a estudar no Conservatório, pode-se manter a articulação até ao 9º ano. Também existe ao nível do Complementar, a partir do 10º ano.

Onde é que se arranja o instrumento?

O instrumento terá que ser comprado pelo encarregado de educação, assim como todo o material necessário às aulas (livros, cadernos, fotocópias, etc.) Por isso é boa ideia tentar conhecer os instrumentos antes de escolher para poder escolher bem. Não se deve optar por um instrumento só porque já se conhece sem ouvir outros. Há que pesquisar bem, ouvir o som e ver como são os instrumentos e só depois escolher em consciência.

Caso afinal não se goste do instrumento escolhido, pode-se mudar?

Sim, até ao final do 1º período de aulas do 5º ano e desde que haja vagas para o instrumento pretendido, o aluno pode mudar. No entanto convém escolher bem logo de início, pois os instrumentos musicais podem ser dispendiosos.

Onde é que decorrerão as aulas de música?

As aulas da componente vocacional decorrerão sempre no Conservatório.

Existem pré-requisitos para entrar nesta modalidade de ensino?

Sim. O aluno deve ter gosto pela música mostrar capacidade de estudo e vontade de aprender a tocar um instrumento. Ainda que não evidencie particular talento deve possuir vocação mínima para esta área artística. Como o número de vagas neste tipo de ensino é limitada, o Conservatório realizará provas de seleção aos candidatos.

Em que consistem as provas de seleção?

Estes são constituídos por um conjunto de exercícios práticos curtos e simples que servem para determinar as capacidades musicais do candidato.

Quais os instrumentos que o aluno pode escolher?

O aluno pode escolher qualquer um dos instrumentos existentes na escola de música, desde que haja vaga: Clarinete, Flauta de Bisel, Flauta Transversal, Guitarra Clássica, Piano, Saxofone, Trompete, Violino e Violoncelo.


Av. Dr. Júlio Filipe de Almeida Carrapato, 93
8000-081 Faro
(+351) 969 530 263
geral@conservatorioalgarve.com