Recital de Fagote e Piano

  • qui . 04 de Outubro
  • 20:00
  • Sala 50

Eduardo Sirtori, Fagote
Natural de Santa Fe, Argentina, Eduardo começou a estudar e tocar fagote na Orquesta Sinfónica de Niños da sua província em 1986. Em 1998 Eduardo viajou para Alemanha para incorporar à classe de Professor. Gustavo Núñez (1er fagote, Royal Concertgebow de Ámsterdam) na Escola Superior de Düsseldorf onde completou o diploma com menção honrosa em 2002. Subsequentemente, estudou a pos graduação com Professor. Klaus Thunemann na Hans-Eisler Musikhochschule de Berlim. Em paralelo para os seus estudos formais, Eduardo participou ativamente nas masterclasses dos fagotistas mais aclamados no mundo: Noel DeVos (professor, Univ. Federal de R. de Janeiro), Matthew Wilkie (Orquestra de Câmara de Europa), Dag Jensen (Prof. Hannover Musikhochschule), Frank Morelli (Orpheus Chamber Orch. NY), Stéphane Levesque (Orquestra Sinfônica de Montreal), Patricia Rogers (Metropolitan Opera, NY), Georg Klütsch (Profesor, Hochschule fur Musik Köln) y Christopher Millard (National Art Center, Canadá) y Afonso Venturieri (Orq. de la Suisse Romande). O Eduardo recebeu uma bolsa de estudos de UNESCO em 1999 para aprofundar o seu trabalho em Música de Cãmara e foi convidado participar de uma residência no Banff Center for the Arts em Alberta, Canadá. Entre outros prémios recebidos por Eduardo esta o 1er prêmio de Mozarteum em Música de Cãmara, a Bolsa da Fundação Antorchas (Argentina) e do Ministério de Relações Externas de Alemanha em Bonn. Entre 2000 e 2002 foi membro da Orquestra do Verbier Festival (Suíça) e aparece regularmente desde então como convidado da Kammerphilarmonie Bremen, Kammerakademmie Neuss am Rhein e a Orquestra do Palau de Les Arts Reina Sofía onde tocou sob a direção de James Levine, Yuri Temirkanov, Zubin Metha, Kent Nagano, Wolfgang Sawallisch, Paavo Jäarvi, Jesús López Cobos, Lorin Maazel, Ricardo Chailly y Daniel Harding. Neste momento é o Professor de Fagote e Música de Cãmara na Universidade de Évora e da Academia de Artes de Sines (Portugal), e se desempenha como assistente e/ou Prof. substituto nas escolas superiores de Düsseldorf e Karlsruhe. O trabalho de Eduardo Sirtori estimulou a criatividade de alguns compositores que dedicaram a ele várias obras nos últimos anos. Entre esses compositores estão o Walter é Heinze, Gordon Lawson e Sérgio Azevedo.


Kodo Yamagishi, Piano
Nascido no Japão em 1971, estudou na Universidade de Música de Viena, na classe de direcção musical de U. Lajovic, onde obteve o mestrado. Naquela época trabalhou como correpetidor e maestro em produções de óperas e dirigiu a Orquestra Pró-Arte de Viena. Participou ainda nas master classes de direcção, piano e interpretação de Lieder em Viena, no Cairo, em Weimar e com Dietrich Fischer-Dieskau em Estugarda. Desde 1997 que actua como assistente nas master classes do maestro E. Acel. Foi maestro assistente em produções de óperas no Festival de Verão de Klosterneuburg, no Festival Haydn de Eisenstadt e no Opern Air em Gars am Kamp.
Em 2002 dirigiu L’Enfant et les sortiléges na Alemanha e também a Orquestra de Salão de Merano (Itália). De 2002 a 2004 trabalhou como maestro correpetidor e Kapellmeister no Pfalztheater em Kaiserslautern (Alemanha), onde teve oportunidade de dirigir 22 récitas de óperas. Em 2004 dirigiu a Orquestra Nacional da Cidade de Oradea, na Roménia, e desde a temporada 2004/05 é maestro assistente do Coro do Teatro São Carlos, de Lisboa.
Foi vencedor do Prémio «Finalista» (2.º lugar) do II Concurso International de Direcção de Orquestras e Prémio «OSESP” em São Paulo.


PROGRAMA:

A. Tansman (1897-1991)
Sonatine pour basson et piano (1952)
1. Allegro con moto
2. Aria
3. Molto vivace

P. Hindemith (1895-1963)
Sonate (1938)
1. Leicht bewegt
2. Langsam. Marsch. Pastorale

Ch. Koechlin (1867-1950)
Sonate Op. 71 (1918)
1. Andante moderato – Allegro Scherzando
2. Nocturne



Av. Dr. Júlio Filipe de Almeida Carrapato, 93
8000-081 Faro
(+351) 969 530 263
geral@conservatorioalgarve.com