Loading...

5º Estágio de Orquestra

  • seg. 2 a seg. 9 de julho de 2108
  • Conservatório Regional do Algarve Maria Campina

O 5º Estágio de Orquestra, organizado pelo Conservatório Regional do Algarve Maria Campina (CRAMC) tem por objetivo aprofundar os conhecimentos musicais de todos os participantes, proporcionando-lhes sobretudo uma prática instrumental em contexto de orquestra.
O estágio decorrerá nas instalações do Conservatório Regional do Algarve Maria Campina, de 2 a 9 de julho de 2018.
A direção artística está a cargo do maestro Rui Pinheiro, assistido por professores do Conservatório Regional do Algarve Maria Campina, que orientarão nos trabalhos preparatórios, os diversos naipes da orquestra.
O estágio terá ainda como convidado especial o Maestro e compositor John Avery.
FICHA DE INSCRIÇÃO AQUI!

REGULAMENTO


1. Objectivos
O 5º Estágio de Orquestra, organizado pelo Conservatório Regional do Algarve Maria Campina (CRAMC) tem por objetivo aprofundar os conhecimentos musicais de todos os participantes, proporcionando-lhes sobretudo uma prática instrumental em contexto de orquestra.

2. Data e local de Estágio
O estágio decorrerá nas instalações do Conservatório Regional do Algarve Maria Campina, na Av. Dr. Júlio Filipe de Almeida Carrapato, 93, em Faro, de 2 a 9 de julho de 2018.

3. Direção Artística e Formadores
A direção artística está a cargo do maestro Rui Pinheiro, assistido por professores do Conservatório Regional do Algarve Maria Campina, que orientarão nos trabalhos preparatórios, os diversos naipes da orquestra.

4. Programa
O 5º Estágio de Orquestra comtemplará as seguintes atividades:
1. Ensaios de Naipe
2. Ensaios de Orquestra
3. Atividades de enriquecimento pedagógico
4. Atividades lúdicas
5. Concertos

5. Destinatários
O estágio tem por destinatários todos os jovens músicos com idade ≥10 anos e com prática instrumental de no mínimo 3 anos.
Os instrumentos nos quais os participantes se poderão inscrever são: Flauta Transversal, Oboé, Clarinete, Fagote, Saxofone, Trompa, Trompete, Trombone, Percussão, Violino, Viola, Violoncelo e Contrabaixo.

6. Seleção
Os participantes serão inseridos na orquestra tendo em conta o instrumento e o nível artístico. Para o efeito, no primeiro dia, todos participantes prestarão uma breve audição.

7. Inscrições
As inscrições decorrem até ao dia 22 de Junho de 2018, através do preenchimento da ficha de inscrição disponível em www.conservatorioalgarve.com, entregue na Secretaria do CRAMC ou por email: geral@conservatorioalgarve.com.
Se o número de candidatos for superior ao número de vagas a direção artística e os orientadores de naipe procedem à seleção dos candidatos. Esta seleção terá como base as habilitações musicais de cada candidato e a ordem de chegada da respetiva inscrição.

8. Participantes menores
Os participantes com idade inferior a 18 anos devem indicar na ficha de inscrição o nome, contacto telefónico e assinatura do encarregado de educação.

9. Valor da inscrição
1) Alunos do CRAMC:
a) Estágio – 60 €
b) Estágio com almoço incluído (5 refeiçoes) – 85 €

2) Alunos externos:
a) Estágio – 70 €
b) Estágio com almoço incluído (5 refeiçoes) – 95 €


10. Modo de pagamento
A inscrição do participante só é finalizada após o pagamento do respetivo valor, até ao dia 22 de junho de 2018, por transferência bancária para o IBAN PT500033 0000 2488 0013 1502 9 ou diretamente na Secretaria do CRAMC.
No caso de transferência bancária é obrigatório o envio do comprovativo da mesma para o email: geral@conservatorioalgarve.com. Em caso de desistência o valor da inscrição não será reembolsado.

11. Responsabilidade
Os participantes que não atuem mediante as regras internas, poderão ser expulsos de participar no estágio pela organização e sem direito a reembolso de qualquer quantia paga. A organização não se responsabiliza por quaisquer danos materiais no decorrer do 5º Estágio de Orquestra.

12. Horários
Os horários são estabelecidos pela organização, através de uma tabela a divulgar oportunamente.

13. Material necessário
Todos os participantes devem fazer-se acompanhar de todo o material necessário, tais como lápis, borracha, instrumento e estante (devidamente identificada).

14. Repertório
O repertório do 5º Estágio de Orquestra, se solicitado, estará disponível para envio por email, a partir do dia 29 de Junho.

15. Direitos de Imagem
A organização reserva-se o direito de fotografar e filmar, todas as atividades que decorram durante o estágio, com a finalidade de divulgar o mesmo. Caso o participante não autorize a divulgação da sua imagem, deve informar a organização.

16. Indumentária para os Concertos
Para o concerto a realizar nos dia 9 de Julho de 2018, todos os participantes deverão obrigatoriamente usar calças/saias pretas, camisa/camisola branca e sapatos pretos.

17. Diploma
No Concerto de Encerramento, a realizar no dia 9 de Julho de 2018, serão entregues os diplomas de participação.

19. Omissões
Quaisquer omissões das presentes regras serão analisadas e decididas pela organização do 5º Estágio de Orquestra.

PROGRAMA


Obras da biblioteca de John Avery

01) Polka Schwanda
02) Three Songs from Greese
03)The Music of Marvin Hamlish
04) Moulin Rouge
05) Themes from 007
06) Titanic
07) Singing in the Rain
08) Pink Panther
09) Fiddler on the Roof
10) J. B. March


Maestro Rui Pinheiro

Direção Artística


Rui Pinheiro é Maestro Titular da Orquestra Clássica do Sul desde Janeiro de 2015 e foi recentemente apontado Director Artístico do FIMA – Festival Internacional de Música do Algarve. Entre 2010 e 2012 foi Maestro Associado da Orquestra Sinfónica de Bournemouth (Reino Unido) onde dirigiu mais de uma vintena de programas, destacando-se os Hall of Fame e as celebrações do Jubileu da Rainha Elisabeth II. Foi Maestro da Orquestra do Conservatório Nacional de Lisboa (2005-2008) e em Londres foi Director Musical do Ensemble Serse, companhia de ópera barroca com instrumentos de época, e fundou o Ensemble Disquiet, dedicado à divulgação da música contemporânea portuguesa (2008-2010).
Em Portugal dirigiu as principais orquestras. Destacam-se recentes concertos com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Clássica da Madeira e Filarmonia das Beiras. Após a sua estreia operática no Teatro Nacional de São Carlos, com A Filha do Regimento de Donizetti (2014), dirigiu em 2015 Los Diamantes de la Corona de Barbieri, produção do Teatro de Zarzuela de Madrid. Com a Orquestra Clássica do Sul destacam-se projectos como a integral dos Concertos para Piano de Beethoven, a 4ª Sinfonia de Mahler em parceria com a Universidade de Évora, concertos com Vitorino, Janita Salomé e os Cantadores do Redondo, Carlos Guilherme, Kátia Guerreiro, e produções de Rita de Donizetti com a companhia All’Ópera e Matrioska com a Companhia de Dança do Algarve.
No Reino Unido destacam-se concertos com a Orquestra da Ópera Nacional de Gales (com Julian Lloyd-Weber) no Festival Internacional de Fishguard (2012), concertos nos festivais Vienna - City of Dreams da Orquestra Philharmoniae nos BBC Proms-Plus em directo para a BBC – Radio 3 (2009-2010). Entusiasta de música contemporânea trabalhou com compositores como Kenneth Hesketh, Alison Kay, Augusta Read Thomas, Stephen MacNeff, Pedro Faria Gomes, Luís Soldado, Bruno Gil Soeiro, Luís Tinoco, Nuno Côrte-Real, Isabel Soveral, Clotilde Rosa, entre outros, de quem dirigiu diversas estreias mundiais. Dirige regularmente o GMCL – Grupo de Música Contemporânea de Lisboa. Em 2016 destacam-se diversos concertos com a Orquestra Clássica do Sul, Orquestra Gulbenkian – estreia da ópera 3 Mil Rios de Victor Gama; Orquestra Sinfónica Portuguesa - estreia moderna do Te Deum de Marcos Portugal; Orquestra Sinfónica ‘Oltenia’ de Craiova (Roménia) e Ensemble KNM Berlim (Alemanha).
Após os seus estudos musicais em Portugal (licenciatura em piano na ESMAE e Mestrado em Artes Musicais da Universidade Nova de Lisboa) e na Hungria (pós-graduação em piano e música de câmara na Academia Ferenc Liszt de Budapeste), obteve o Mestrado em Direcção de Orquestra no Royal College of Musicde Londres onde estudou com Peter Stark e Robin O’Neill. Trabalhou ainda com Jorma Panula e Colin Metters. Fez preparação musical para os maestros Sir Roger Norrington, Esa-Pekka Salonen, Vladimir Jurowski, John Wilson entre outros.

Maestro e compositor John Avery

Convidado especial


John Avery nasceu em Surrey (Inglaterra). Estudou música na Universidade de Londres e na Guildhall School of Music and Drama. Depois de terminar os seus estudos, foi imediatamente recebido pelos teatros do West End de Londres. Tocando trombone, integrou o elenco do musical “Canterbury Tales” durante dezoito meses. Quando o espetáculo entrou em digressão, John Avery re-orquestrou-o, sendo a sua versão a que é usada ainda hoje. Com pouco mais de vinte anos, fundou a Companhia de Ópera de Guildford, da qual foi maestro e diretor musical por duas décadas. Durante esse período, foi responsável pelo muito aclamado ciclo de óperas de Verdi e de Wagner.
Ganhou a alcunha afetuosa de “maestro relâmpago”, não só devido ao uso radiante que fazia dos tempi, mas também pelo facto de se encontrar sempre a correr das salas de ensaio para os estúdios e, destes, para os teatros. Dirigiu orquestras em França e na Alemanha. Em Bona, foi responsável pela inclusão de um ciclo de Música Inglesa no programa de Beethovenhalle. Atuou nas principais salas de concerto do Reino Unido e, nesse tempo, também não era invulgar ver-se John Avery a dirigir uma banda num concerto no estádio de Wembley, por ocasião de jogos internacionais. Como organista, tocou em várias catedrais inglesas, e compôs diversas peças para órgão.
John mudou-se para Portugal em 2004, para uma vida tranquila de reforma, mas foi convidado para Maestro Associado da Orquestra do Algarve - agora O.C.S.
A sua biblioteca contém mais de duzentas e cinquenta composições originais e arranjos orquestrais.


Ficha de inscrição:

LINK PARA DOWNLOAD AQUI!



Av. Dr. Júlio Filipe de Almeida Carrapato, 93
8000-081 Faro
(+351) 969 530 263
geral@conservatorioalgarve.com