Loading...

1º Faro Clarinet Meeting

  • [SUSPENSO]

O Conservatório Regional do Algarve Maria Campina, organiza nos dias 21 e 22 de março de 2020 o "Faro Clarinet Meeting".
Este evento prende-se com a necessidade de facultar a alunos e clarinetistas desta área geográfica contacto e acesso a oportunidades que normalmente não estão ao seu alcance:
• contribuir para o desenvolvimento técnico e artístico dos alunos;
• proporcionar o contacto, a aprendizagem e a partilha de experiências com professores de renome internacional: Luís Gomes, Ana Maria Santos, Catarina Rebelo e Alphonsos Silveira.
• estimular e desenvolver o ensino e a evolução do clarinete em Portugal;
• aprendizagem em contexto individual.



REGULAMENTO


1. Objectivos
As Masterclasses são destinadas a estudantes de clarinete, músicos profissionais e/ou amadores. Os Professores lecionarão aulas sobre técnica e interpretação musical, com base nas obras apresentadas pelos participantes.
As inscrições são aceites por ordem de chegada, sendo limitadas a um máximo de 40 participantes.
Os participantes menores não poderão ausentar-se do espaço físico do CRAMC durante o horário de trabalho definido, com exceção dos que possuam autorização expressa dos Encarregados de Educação.

2. Inscrições
Os interessados deverão inscrever através do preenchimento da ficha de inscrição;
• Valor:
- Alunos do CRAMC: 20 euros
- Alunos externos: 25 euros
• As inscrições decorrem até ao dia 6 de março de 2020, através do preenchimento da ficha de inscrição disponível em www.conservatorioalgarve.com , entregue na Secretaria do CRAMC ou por email: geral@conservatorioalgarve.com.
• A inscrição do participante só é finalizada após o pagamento do respetivo valor, até ao dia 13 de março de 2020, por transferência bancária para o IBAN PT500033 0000 2488 0013 1502 9 ou diretamente na Secretaria do CRAMC.
• No caso de transferência bancária é obrigatório o envio do comprovativo da transferência para o email: geral@conservatorioalgarve.com, com identificação do respetivo inscrito;
• Em caso de desistência o valor da inscrição não será reembolsado.


3. Funcionamento
A direção artística do Faro Clarinet Meeting está a cargo da professora Patrícia Camelo.
• O alojamento, pequeno almoço e almoço serão da responsabilidade de cada aluno. A organização disponibiliza os almoços no Bar do Conservatório mediante inscrição prévia. O valor dos almoços é pago aquando a chegada do participante ao evento, diretamente no Bar.
• Os participantes que provoquem danos materiais nas instalações onde decorrem as masterclasses ou demais materiais terão de assumir a responsabilidade. No caso de serem menores, serão os respetivos encarregados de educação a assumir os encargos.


4. Disposições Finais
A inscrição nas masterclasses pressupõe a aceitação integral do presente regulamento.
• A Organização reserva-se ao direito de registar som, imagens ou vídeo das atividades das masterclasses, pelo que os participantes ao inscreverem-se prescindem de quaisquer direitos sobre estes registos.
• Todos os casos omissos a este regulamento serão decididos pela Organização.



PROGRAMA


SÁBADO. 21 MARÇO
- 09h00: Receção aos alunos
- 09h30: Início das masterclasses
- 12h00: Pausa para almoço
- 13h00: Masterclasses
- 15h00: Intervalo
- 15h30: Masterclasses
- 18h00: Fim das masterclasses
- 19h00: Concerto do 1º Faro Clarinet Meeting

DOMINGO. 22 MARÇO
- 09h30: Masterclasses
- 12h00: Almoço / fim

Por motivos que assim o justifiquem, o programa poderá sofrer alterações.



PROFESSORES

Alphonsos Melo Silveira

Alphonsos Silveira - Clarinete Natural de Sabará, começou seus estudos em 2000 na Sociedade Musical São Sebastião, em 2006 tornou-se bacharel em clarineta pela Universidade do Estado de Minas Gerais, na classe do professor Daniel Campos. Com os Professores Carlos Rieiro e Marcus Juliusobteve estudos intensos durante anos. Participou de másterclass com os professores Javier Llopis, Yehuda Gilad, Juan Ferrer, Luis Rossi, Mariano Rey, Jorge Montilla, Fernando José Silveira, Amalia Del Giudice, José Batista Jr., Gilson Thomé, Yuan Gao, Félix Alonso, Nailor Proveta, Pedro Paes, Cristiano Alves, Luís Antônio Eugênio Afonso (Montanha), Yura Resende, Joel Barbosa, Antonelo Pellegrini, Walter Alves. Participou de Masterclass de regência com os professores Marcio Miranda, Charles Roussin, Dario Sotelo, Luiz Carlos Durier.
Foi Vencedor do concurso da Orquestra Sinfonica da Universidade do Estado de Minas Gerais e Vencedor do IX Jovem Músico BDMG. Coordenou máster-class com o clarinetista Yuan Gao/China; Coordenador do Instituto Orquestra Sabará, Coordenador do Projeto “Novos Rumos da Lira da Paz.
Como clarinetista atuou na Orquestra Opus, apresentando Junto a artistas como: Fafá de Belém, Milton Nascimento, Daniela Mércure e Flavio Venturini; Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica da ESMU/UEMG, Clarinetista da Orquestra de Musica da Escola de Nova Lima, na turnê junto ao Grupo teatral de Bonecos Giramundo, com a Obra o Carnaval do Animais.Banda Sinfônica ESMU/UEMG; Banda Sinfônica UFMG; Banda Sinfônica 12 de Março; Banda Nossa Senhora do Carmo/Betim; Banda Municipal 5 de Agosto/João Pessoa.
Atuou como Professor de Clarineta na Escola de Música de Nova Lima, Escola de MPB Brasil com S, Professor voluntário de percepção e sopros do curso musical sagrados corações, pelo Santuário São Judas Tadeu e Igreja Sagrados Corações / Padre Eustáquio. Ministrou Master-Class de clarineta no Curso “Encontro de Músicos no Caraça”, no Sesc/MG, no Curso de Clarineta promovido pelo Programa de Apoio as Bandas de Música Civis realizado pela secretaria do Estado de Cultura/MG, no Primeiro Festival de Verão da Sociedade Musical Santa Cecília/Sabará/MG, Festival Internacional de Clarinetistas de Pernambuco. Apresentou recitais no Encontro Potiguar de clarinetistas/RN, Encontro Pernambucano de Clarinetistas, Tenerife ClarinetFest. Atuou como Maestro na Sociedade Musical e Cultural Santa Lúcia / Sabará e da Retreta Lira de Santo Antônio/Conceição do Mato dentro/MG.
Clarinetista da gravação do CD da Família Moura (Valsa e Choro) e gravação do CD do Funicando (Valsa e Choro). Atualmente esta no curso de Mestrado em Performance/clarineta na Turma do professor Luis Gomes, pela Universidade de Evora/Portugal. É Clarinetista da “Orquestra Sinfônica da Paraíba”, Artista Royal Global Clarinete, Artista “MarcaReeds”Palhetas, Artista “Pro Team Silvertein”Abraçadeiras.

Ana Maria Santos

Ana Maria Santos é doutorada pela Universidade de Évora, e ao longo da sua formação trabalhou com professores que influenciaram positivamente a sua evolução enquanto músico. Destacam-se, assim, o professor Etienne Lamaison, o professor Michel Arrignon, na Escuela Superior de Música Reina Sofia (Madrid), como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundación Carolina e o professor Harry Sparnaay, na Escola Superior de Música de Catalunya (Barcelona).
Atualmente trabalha em vários projetos que fazem parte da Orquestra de Câmara Portuguesa, nomeadamente, com a Jovem Orquestra Portuguesa; Novos Horizontes – a OCPsolidária no Município de Oeiras e com o Notas de Contacto - a OCPsolidária na CerciOeiras, que em Julho de 2019 ganhou o Prémio Europeu de Composição em Berlim.
Desde 2017 que colabora com a Malta Philharmonic Orchestra, com o Plural Ensemble (Madrid) e em 2016, atuou na New York Philharmonic Biennial com o Lucerne Festival Ensemble sob a direção do maestro Alan Gilbert. Desde Junho, do mesmo ano, foi convidada para ser artista Buffet Crampon. Em 2013 iniciou o seu trabalho como docente de clarinete da Universidade de Évora, a sua colaboração com o Lucerne Festival Ensemble e, também, com a Orquestra de Câmara Portuguesa, sob a direção do maestro Pedro Carneiro. Entre 2011 e 2013 foi selecionada para participar na Academia do Festival de Lucerna. Em 2012, foi escolhida para se apresentar como solista com a Orquestra da Academia do mesmo Festival, onde interpretou a obra “Shadows” de Peter Eötvos sob a direção do próprio, tendo o concerto sido transmitido pela rádio suíça SR2. Em 2011, gravou o Quinteto de J. Brahms e, em 2014, o Concerto para clarinete e Orquestra de W. Mozart, ambos patrocinados pela Escuela Superior de Música Reina Sofia e pela BP.
Foi convidada para participar em festivais de Música, como o International Ensemble Modern Academy (Áustria) que contou com a orientação de Beat Furrer; o IRCAM ManiFeste Festival (Paris) sob a orientação de Heinz Holliger ou o Encuentro y Academia de Música de Santander, onde teve a oportunidade de partilhar o palco com Klaus Thunnemman, Felix Renggli ou Hansjörg Schellenberger ou o EuroAsia Chamber Music Festival (Coreia do Sul).
Atuou em diversos países da Europa, Brasil, China, Coreia do Sul e EUA, que lhe deram a possibilidade de trabalhar com vários maestros, como por exemplo, Pierre Boulez, Zubin Metha, Peter Eötvos, Mathias Pintscher, Alan Gilbert, David Robertson, Pablo Heras-Casado, Zolst Nagy, Peter Rundel, Pascal Rophé, Michael Zilm, Alejandro Posada, Tamás Vásáry, ou Ian Cober.
O prémio que Ana mais se orgulha é a distinção recebida pelas mãos de Sua Majestade a Rainha Sofia de Espanha, quando foi distinguida por Michel Arrignon, como a melhor aluna da classe em 2010.

Catarina Rebelo

CATARINA REBELO iniciou os seus estudos musicais na Academia e Escola Profissional de Música de Espinho, nas classes dos professores Manuel Moura e Luís Carvalho. Ingressa em 2002 na Universidade de Aveiro, na classe de Luís Silva, onde conclui o 5˚ ano de Licenciatura em Ensino de Música em Clarinete. Paralelamente, realizou o Curso Livre de Clarinete, na ESMAE (Escola Superior de Música, Artes e Espetáculos do Porto) na classe da professora Iva Barbosa (2006/2007 e 2007/2008). No ano letivo 2008/2009 foi admitida em Pós-graduação em Clarinete na Escola Superior de Música de Catalunha (Barcelona), na classe do Professor Josep Fuster. No ano letivo 2012/2013 foi admitida em Mestrado em Clarinete na Universidade de Évora, na classe do Professor Etienne Lamaison.
Ao longo da sua formação tem participou em diversos concursos nacionais e internacionais a solo, Orquestra, Banda Sinfónica e Música de Câmara, e em cursos de aperfeiçoamento de clarinete e em estágios de Orquestra com diversos maestros nacionais e internacionais. Apresenta-se regularmente em concertos de música de câmara em Trio de clarinete, violoncelo e piano, duo clarinete e piano, quinteto de sopros, entre outros com quem tem desenvolvido uma intensa atividade musical. Tocou a Solo com a Orquestra Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira, interpretando o Concerto op. 5 para clarinete e orquestra, de Bernhard-Henrik Crussel, em Maio de 2008, e em Fevereiro de 2013, interpretou o Concerto para clarinete e orquestra de Jean Françaix, sob a direção do maestro Paulo Martins. É primeiro Clarinete-Solista da Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira, desde 2005. Desde 2016 assumiu a Produção da Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira.
Orienta regularmente Cursos de Aperfeiçoamento em Portugal.
Lecciona no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, desde 2014.
Toca com Clarinetes CSG da Yamaha desde 2008 e é Artista Yamaha e D’Addario Woodwinds.

Luis Gomes

Iniciou os seus estudos no Conservatório Nacional, sendo diplomado pela Escola Superior de Música de Lisboa (licenciatura), pelo Conservatório Superior de Roterdão (U.M.), e Mestrado em Psicologia e Pedagogia da Música na F.C.S.H. da Universidade Nova de Lisboa. Atualmente é doutorando em Música e musicologia na Universidade de Évora.
Enquanto estudante, foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian.
Trabalhou com clarinetistas mundiais como: Guy Deplus, Michel Arrignon, Philipe Cuper, Walter Boykens, David Campbel, Josef Horák, Lorenzo Coppola e Henri Bok.
Obteve os seguintes prémios: 1º Prémio do Concurso da Juventude Musical Portuguesa. Solista e 1º Prémio – Música de Câmara, 1º Prémio de Música de Câmara do Prémio Jovens Músicos, 1º Prémio no Concurso «Cultura e Desenvolvimento», 2º Prémio do concurso televisivo «Ouvir e falar», 2º Prémio do Concurso «Cultura e Desenvolvimento» Música de Câmara, 3º Prémio Solista do Concurso Nacional de Clarinete de Setúbal e Prémio Melhor Interpretação da Obra Portuguesa. Foi júri dos Concursos Nacionais da J.M.P, do Prémio Jovens Músicos, dos Concursos Internacionais de Clarinete Júlian Menendez (Ávila, Espanha), dos Concursos Internacionais de Clarinete Baixo (Espanha), do Concurso Internacional de Clarinete «Saverio M;ercadante» (Itália) e do Concurso Internacional de Clarinete VIMM (Croácia), do Concurso Internacional de Clarinete e Clarinete Baixo em Monterrey no México, Concurso Internacional de Clarinete e Clarinete Baixo em Tenerife (Espanha) e do Concurso Internacional de Clarinete de Lisboa.
Foi solista das seguintes orquestras: Orquestra Mundial das Juventudes Musicais, Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, Nova Filarmonia Portuguesa, Sinfónica Juvenil, Orquestra Portuguesa da Juventude.
Tocou a solo com a Orchestrutópica, a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, o Grupo de Música contemporânea de Lisboa e a Banda Sinfónica da PSP e a Orquestra do festival de Clarinete de Monterrey no México. Colaborou regularmente com a Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1989 e 2015, e ainda com as orquestras Sinfónica Portuguesa, Orchestrutopica, Sinfonietta de Lisboa e Metropolitana de Lisboa.
É membro fundador do Trio de Clarinetes de Lisboa (actual Quarteto de Clarinetes de Lisboa), do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, do Rumos Ensemble e é diretor da CULTIVARTE Associação Cultural. É professor de clarinete da Escola de Música do Conservatório Nacional e da Universidade de Évora. Luís Gomes é artista Selmer Paris (clarinetes), D’Addario Woodwinds (palhetas) e Wi&Fi (boquilhas).



Av. Dr. Júlio Filipe de Almeida Carrapato, 93
8000-081 Faro
(+351) 969 530 263
geral@conservatorioalgarve.com